Mães na pandemia: desafios da maternidade

A dona de casa Érica Silva está enfrentando um desafio duplo: é mãe de primeira viagem em pleno período de pandemia. O pequeno Antony Benjamim tem pouco mais de um mês e nasceu no Hospital e Maternidade Dr. Gileno de Sá.

Além de Érica, outras 607 mulheres deram à luz em Luís Eduardo Magalhães até abril de 2021, segundo dados da Vigilância Epidemiológica do município.

Antony foi um presente inesperado, a dona de casa fazia uso do anticoncepcional, quando percebeu a gravidez.

“Eu estou fazendo de tudo para ele não ficar doente. Não saio com ele, e quando saio, tomo todos os cuidados”.

Além de se cuidar, cuidar do bebê, a rede de apoio é fundamental no auxílio dessa mãe.

“Ele nasceu e as pessoas querem visitá-lo, mas tem todo um protocolo para essa visita, mas mesmo assim tem pessoas que eu não deixo vir”, contou.

E apesar de todas essas incertezas e inseguranças, a chegada de Antony foi de alegria. “Eu não esperava, mas foi um momento muito bom para a minha vida, porque como eu tinha perdido a minha avó, eu senti um vazio muito grande no meu coração, então meu filho chegou para preencher o vazio. Foi a melhor coisa que Deus me deu e eu o agradeço todos os dias”, contou a mãe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *