Secretaria de Segurança e Sutrans iniciam blitz contra o transporte clandestino nesta quarta

“O nosso objetivo é de que a população tenha um transporte de qualidade e mais seguro também”

A Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães, através da Secretaria de Segurança, e a Superintendência de Trânsito (Sutrans), inicia nesta quarta-feira (12), uma operação de combate ao transporte clandestino no município.

Em Luís Eduardo Magalhães, são três categorias legalizadas. Os taxistas, que são permissionados pelo município e regidos por Lei Federal, o transporte coletivo que tem a concessão, portanto tem o direito de explorar o serviço na cidade e os mototaxistas que têm a sua organização, através de suas associações, e por vistoria, através da Secretaria de Segurança. Os demais são considerados ilegais.

Fazer o transporte remunerado de passageiros sem a devida autorização, é considerada infração gravíssima, segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). O valor da multa é de R$ 293,47 e o motorista ainda perde sete pontos na carteira de habilitação, conforme estabelece o Artigo nº 259 do CTB.

“O procedimento da fiscalização de transportes clandestinos de passageiros é com a aplicação da multa e recolhimento do veículo”, explicou o secretário de Segurança, João Paulo Nascimento.

Aplicativos
Existe uma preocupação da Prefeitura em relação às pessoas que se passam por motoristas de aplicativo, mas atendem por meios como o WhatsApp. O município registrou um caso de estupro neste ano, com o suspeito preso. De acordo com o secretário de Segurança, toda a viagem deve ser guiada pelo aplicativo, desde a chamada até o recibo de pagamento, para garantir a integridade física do cidadão.

“Alguns aplicativos que funcionam 100% pela plataforma do aplicativo, esses podem trabalhar aqui na cidade. Os demais que usam cartão, plotagem de carro, respondem pelo WhatsApp, entram também na clandestinidade”, pontuou. “O nosso objetivo é de que a população tenha um transporte de qualidade e mais seguro também”, concluiu.

Para o superintendente da Sutrans, Ade Cerrado, as ações que iniciaram antes de maio, devem continuam durante todo o ano. “Esse mês é um mês importante para o trânsito e são diversas ações que estamos implementando para que a gente possa dar mais segurança Às pessoas. Não só o projeto da Avenida JK, que está acelerado, para que a gente possa entregar o mais rápido possível, como as ações dos agentes e trânsito também. Temos feito ações sobre as faixas de pedestres, conscientização. Então são ações constantes e a gente deve continuar durante todo o mês de maio e posteriormente continuar o trabalho”.

 

Fonte:ASCOM/Secretaria de Segurança de LEM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *